Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
leochance8502508

5 Sugestões Para Vender Itens De Mobília E Decoração Online

Vale a pena Abrir Uma Franquia?


O tema "assédio" é pauta permanente no momento em que falamos de mulheres usando aplicativos de mobilidade urbana. Desde que a Uber chegou ao Brasil, a concorrência surgiu rapidinho, e, hoje, temos uma multiplicidade de aplicativos à mão, como noventa e nove e Cabify, além daqueles específicos pro público feminino, como Lady Driver e FemiTaxi. Entretanto e aí, o que será que as companhias por trás dos aplicativos de mobilidade urbana estão fazendo pra definir a dificuldade? Ou melhor: o que elas estão fazendo além do essencial, que é o sistema de denúncias disponível aos usuários?


É isso o que o Canaltech tentou achar conversando com Uber, noventa e nove e Cabify. Ele ressalta que o canal de atendimento conta com mulheres para atender a este tipo de incidente específico, capacitadas pra oferecer apoio emocional e psicológico. Além do mais, o 0800 podes enviar um veículo emergencial em circunstâncias em que a vítima está em um recinto isolado, preferindo interromper a corrida ali mesmo do que arriscar encerrá-la com um assediador a bordo. A 99 assim como conta com a inteligência artificial para monitorar o perfil de todas as corridas em tempo real.


Isto significa que o sistema identifica táticas de pessoas mal intencionadas, bloqueando seu acesso à plataforma. Cem 1 mil, o que vale desde o aceite da corrida até tua finalização. https://www.skytvporassinatura.com.br/pacotes-sky-tv/ o treinamento que a noventa e nove apresenta a seus parceiros, Leonardo ilustrou que a empresa adiciona em tuas sessões orientações de conflito ao assédio, desrespeito e diferenciação.


Reforçando os treinamentos, a 99 mantém um podcast recheado de orientações do tipo, que prontamente tem cerca de dois milhões de visualizações. Com isso, 99,99% das corridas são seguras hoje em dia, segundo a companhia. A Uber, a partir de um porta-voz, ponderou acreditar que as mulheres têm o justo de dirigir-se e vir da forma que quiserem, e, também, têm o certo de fazer isto em um ambiente seguro.


A companhia explica que, quando alguma usuária denuncia caso de assédio, um cruzamento de fatos é realizado e, confirmando-se a denúncia, o agressor é automaticamente desativado. Além disso, a Uber afirmou estar fazendo pesquisas pra, quem sabe, desenvolver um serviço paralelo exclusivo para mulheres. Ainda não sabemos se essa novidade poderá surgir por intermédio de um outro app, ou como uma opção exclusivamente feminina no respectivo aplicativo da Uber, contudo definitivamente a novidade seria bem-vinda.




Já quando perguntamos mais fatos sobre o treinamento que é dado aos condutores, a organização ponderou que não há diferença nas instruções passadas para motoristas das diferentes modalidades. Mesmo quando muitas usuárias relatem com mais regularidade problemas que ocorreram utilizando as categorias mais baratas, a organização garante que o treinamento é o mesmo pra todos.


Reforçando o treino, a Uber assim como vem apostando em parcerias pra conscientizar as pessoas a respeito da inevitabilidade de se fazer o respeito. Foi o que ocorreu ao longo do Carnaval, no momento em que a organização firmou parceria com a ONG Plan International Brasil pra lançar uma campanha com filmes informativos sobre ferocidade contra a mulher, álcool e direção, homo e transfobia e racismo. Ademais, no ano passado outra parceria com a revista CLAUDIA e a ONU Mulheres gerou uma cartilha digital educativa, que foi enviada a cada um dos motoristas parceiros. Uma versão impressa também foi emitida, e segue em distribuição nos mais de setenta centros de atendimento da Uber no nação.


Também conversamos a respeito do cenário com Jornalista Vence Depressão, Perde vinte Kg E Detona Gordura Das Pernas Adotando um Costume , head of operations Brazil da Cabify. Ainda, com o exercício da tecnologia, a corporação consegue doar suporte de forma acelerada em casos de incidentes, tendo discernimento do trajeto feito e os históricos de ambos — motorista e passageira. Quanto ao treinamento fornecido para os condutores, a Cabify descreveu que fornece sessões informativas pra motoristas, que recebem informações e tutoriais de atendimento, característica e segurança.


Saicali, que bem como revelou que, pela Cabify, são solicitados "exames toxicológicos e atestados de antecedentes criminais". Há http://search.huffingtonpost.com/search?q=tv+por+assinatura&s_it=header_form_v1 , o FemiTaxi (app de transporte exclusivamente feminino) decidiu instalar câmeras de segurança e apadrinhar um "botão do pânico" no interior dos automóveis. O aparelho monitora tudo o uma leitura fantástica do automóvel, mantendo os registros em video e, por intermédio do Wi-Fi, a central de monitoramento pode ver de perto a corrida caso o botão seja acionado pela motorista ou na passageira. Perguntamos, então, aos demais apps de mobilidade urbana, em meio a tantos casos de assédio sofrido por passageiras em corridas com motoristas do gênero masculino, se eles não pensam em adotar um plano similar em seus serviços.


Tags: ótimo site

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl